"Qualquer amor é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura."
- João Guimarães Rosa

segunda-feira, 26 de novembro de 2012


As massagens terapêuticas

As massagens com fins terapêuticos tem como objectivo produzir o relaxamento e a descontracção dos músculos, promovendo assim a qualidade de vida. Existem muitos tipos de massagens, mas todos eles englobam movimentos de deslizamento, fricção, pressão,  amassamento e batimento da músculos. As massagens terapêuticas são usadas muitas vezes  como complemento de outras técnicas como a electroterapia e a hidroterapia.
Origem da massagem
A massagem é uma técnica bastante antiga, muito utilizada em quase todas as culturas ao redor do Mundo. Os chineses, egípcios e indianos conheciam os benefícios terapêuticos da massagem  já davam uso a esta prática. Já no século II, no império romano as massagens eram bem conhecidas entre os gladiadores e até o imperador também recebia tratamentos de relaxamento  por massagens.  Muito livros foram escritos nesta altura sobre as massagens de relaxamento.
Objectivo das massagens relaxantes
As massagens relaxantes tem como objectivo aliviar a rigidez, a tensão e a dor nos músculos e para dar conforto e ajudar a dominar o stress. Muitos treinadores de atletas recomendam-na para relaxamento dos músculos antes das competições ou para aliviar as dores a seguir. A massagem pode também aliviar cãibras nas pernas. Se acorda frequentemente com cãibras nas pernas, experimente massajá-las antes de se deitar. As massagens nas costas e nos ombros podem ajudar a aliviar as dores do trabalho de parto, e massagens suaves são uma forma de acalmar as cólicas em bebés. As enxaquecas e as dores de cabeça de tensão podem melhorar com massagens, e o mesmo acontece com dores na região lombar devido a espasmos musculares.
Os profissionais de massagens
Todas as pessoas podem fazer massagens, a si próprias ou ao outros. Mas para dominar a técnica de de fazer uma massagem terapêutica é necessário uma formação especializada. Esta especialização pode demorar consoante o tipo de massagem a aprender.  Existem escolas que ensinam e depois de feito o curso dão o certificado e licença conferindo à pessoa o poder e conhecimento para fazer determinado tipo de massagem, como o a terapia de Rolf, amassamento vigoroso e profundo, a reflexologia ou o shiatsu. Tudo  isto são técnicas que implicam pressão ou massagem de pontos de pressão específicos para aliviar as dores.
Onde podem trabalhar
Os massagistas normalmente exercem a sua actividade de forma independente ou então colaboram junto de fisioterapeutas, médicos desportivos, especialistas em reabilitação, osteopatas e quiroterapeutas.
Como actua
A massagem ajuda a reduzir a tensão muscular e psicológica, promovendo o relaxamento. Ao usar óleos aromáticos durante a massagem (aromaterapia) pode ajudar a aprofundar o relaxamento. A técnica da massagem aumenta o afluxo de sangue nas área que estão a ser massajadas, o que pode acelerar a cura. Contudo esta técnica não acelera a expulsão de toxinas do organismo, como muita gente pensa.
Precauções
Os doentes com febre, com doenças infecciosas ou crises de flebite não devem se submeter a tratamentos com massagens, pois a sua situação pode piorar. Os doentes de osteoporose também devem evitar terapias e técnicas de massagens dos tecidos profundos, pois os batimentos vigorosos podem causar fracturas.
Os doentes diabéticos e cardiopáticos devem ser aconselhados pelo médico antes de fazerem qualquer terapia com massagens. Não escolha massagistas que tenham os seus serviços anunciados nas colunas pessoais.

sábado, 13 de outubro de 2012


QUIROPRAXIA (TAMBÉM CHAMADA DE QUIROPATIA)
UM POUCO DA HISTÓRIA DA QUIROPRAXIA (QUIROPATIA OU QUIROPRÁTICA)


Quiropraxia é um método de tratamento natural de mobilizações;manobras ou manipulações (termo usado para designar apenas o usa das mãos).
Estes procedimentos são realizados tanto na coluna vertebral, quanto em membros (braços e pernas).
Estas manipulações das vértebras e articulações já existiam há aproximadamente 3.000 anos, sendo realizadas inicialmente pelos chineses e, posteriormente também, pelos gregos, romanos, árabes e turcos.
Porém foi o dr. David Palmer que pesquisou sistematicamente as manipulações e, reunindo todo o conhecimento, iniciou o desenvolvimento da quiropraxia em 1895 nos EUA.



quarta-feira, 18 de julho de 2012

Além de relaxar massagem faz bem para saúde

Massagens regulares podem melhorar o sistema imunológico e ajudar a combater a depressão


Graças à liberação de hormônios calmantes, como endorfina e oxitocina, uma boa sessão de massagem é capaz de aliviar tensões e dores musculares e aumentar a sensação de bem-estar. Mas as manobras sobre o corpo fazem mais do que apenas relaxar.


Pesquisas realizadas pela Clínica Mayo, nos Estados Unidos, comprovam que se submeter a massagens regulares fortalece o sistema imunológico contra gripes, resfriados e alergias, ajuda a diminuir a retenção de líquidos e ainda auxilia no emagrecimento, quando aliada a dieta e exercícios físicos. Outros estudos americanos recentes também apontam a eficiência da prática no combate a irritabilidade e depressão, sintomas relacionados a várias doenças.


Apesar dos fins terapêuticos, massagens como a modeladora e a drenagem linfática são as mais procuradas em clínicas devido aos benefícios estéticos.


– Esses dois tipos de massagem, embora tenham técnicas diferentes, ativam a circulação em áreas com celulite e gordura localizada, melhorando o metabolismo e a oxigenação das células. Entre os benefícios, estão a redução da retenção de líquidos e a melhora do aspecto de fibrose (nódulos de gordura) – explica a massoterapeuta e enfermeira Salete Teles, de Caxias do Sul.


Nenhuma massagem dói, mas a relaxante, feita para aliviar tensões musculares, pode causar desconforto. Nas clínicas, além da massagem manual, costuma-se aliar tratamentos para redução de medidas, como corrente russa (terapia com impulsos elétricos), drenagem linfática feita por aparelho, eletrossucção (o vácuo promove uma vasodilatação momentânea, auxiliando na drenagem) e aparelhos de infravermelho, ultrassom e laser, usados para quebrar as células de gordura.


Antes de fechar um pacote de massagem, é importante levar em conta a especialização e a experiência do profissional. Além disso, quem tem doenças renais, na coluna ou câncer, entre outras, deve consultar um médico.


Drenagem linfática: de ação anti-inflamatória, facilita o escoamento do líquido linfático retido nos tecidos subcutâneos, que causa inchaço e desconforto. Ajuda no controle de edemas após procedimentos como a lipoaspiração.


Massagem modeladora: técnica que busca reduzir celulite e flacidez e eliminar gordura. É executada com movimentos vigorosos para desbloquear os nódulos. Também melhora a tonicidade muscular.


Massagem terapêutica: para aliviar dores músculo-esqueléticas, como nas costas. Também pode ser aplicada em casos de estresse para liberar os pontos de tensão muscular.


Massagem relaxante: técnica mais suave, que utiliza movimentos deslizantes e leves, proporcionando conforto e descanso. É indicada para relaxamento e efeito antiestresse.


Shiatsu: a pressão dos dedos e da palma das mãos atinge os pontos trabalhados na acupuntura. Integra a medicina chinesa e prevê como benefícios relaxamento, energização, liberação da tensão muscular e melhora da função dos órgãos, entre outros.


LARISSA ROSO  -  ZERO HORA

quinta-feira, 12 de julho de 2012


MASSAGEM: PARA CURAR, RELAXAR OU EMAGRECER

Publicado por Redação em 29/06/2010 às 18h33
As massagens terapêuticas auxiliam no tratamento de diversas doenças. Já as estéticas facilitam a conquista de uma aparência mais jovem e bonita. Beleza ou saúde? Seja qual for seu objetivo, invista nessa prazerosa terapia e, de quebra, relaxe pra valer
Texto • Lívia Filadelfo

 
Elas estão por toda parte. Hoje em dia, além de nas clínicas e spas, é possível conseguir uma massagem rápida no shopping e até mesmo no escritório, durante o expediente de trabalho. Cada vez mais populares, as variações de massoterapia, ou massagem terapêutica, ganharam tanta adesão por um motivo: fazem um bem danado para corpo e mente. “Existem trabalhos clínicos demonstrando os benefícios da massagem em casos de insônia, depressão, ansiedade e até enfermidades psiquiátricas mais complicadas, como anorexia nervosa e TOC”, afirma o clínico geral Alex Botsaris, especialista em acupuntura e medicina chinesa.
Ou seja: os benefícios não são poucos. Além de ser utilizada no tratamento dos distúrbios aí em cima, a massagem reduz a ansiedade, relaxa a musculatura, combate a dor.... E é para todas as idades! Em crianças pequenas, melhora a imunidade e o desenvolvimento do sistema nervoso. Para os recém-nascidos, proporciona uma significativa melhora na qualidade do sono. Nos idosos, ajuda a resolver problemas como dor, ansiedade e depressão.
Para tantos problemas, são muitas soluções – ou melhor, manobras. “Atualmente, apenas na China, são mais de cem ‘manobras’ de Tui Na, como são chamadas as técnicas de massagem. Pressoterapia, rolamento, amassamento, deslizamento, técnica do polegar e alongamento são alguns exemplos”, relata o reumatologista Aderson Moreira da Rocha, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda (Abra).
Seja qual for a “manobra”, de forma geral, a massagem sobre a pele provoca estimulações nervosas e, por uma ação reflexa direta na medula, leva à redução do tônus muscular, gerando relaxamento e bem-estar. Os estímulos nervosos desencadeados com a massagem também proporcionam o alívio da sensação dolorosa ao bloquearem a condução nervosa das fibras de dor, um mecanismo conhecido como “portão medular da dor”. “Os estímulos que chegam ao cérebro aumentam a produção da serotonina no cérebro, uma substância que dá uma profunda sensação de calma e bem-estar”

Espondiloterapia


Quem já não sofreu com dores na coluna? Muitas pessoas tentaram de tudo para acabar com o mal sem obterem sucesso. As dores, quando persistem, podem até abalar o bom humor. Uma alternativa para solucionar esse problema é a Espondiloterapia, que propõe aliviar as dores e corrigir os desvios da coluna, além de beneficiar os reflexos do paciente.


A Espondiloterapia (espondilo, do grego, significa vértebra e terapia, tratamento) foi desenvolvida ao longo de 20 anos, com base na prática de terapias corporais variadas, como drenagem linfática, yôga e shiatsu. Pessoas de qualquer idade ou sexo podem usufruir os benefícios da terapia, independente do problema de coluna que sofram.


A modalidade relaciona cada uma das vértebras aos órgãos internos do corpo humano. O terapeuta identifica inflamações ou sub-luxações nas vértebras e as associa a problemas nos órgãos a que estão relacionadas, tratando-as com a técnica. Segundo especialistas, as 33 vértebras da coluna correspondem a distintos órgãos humanos.


O tratamento dura em média 10 sessões individuais com cerca de 50 minutos cada. Antes de iniciar as sessões, o terapeuta faz uma avaliação detalhada das condições vertebrais do paciente. Com o diagnóstico em mãos, inicia a sessão com técnicas de relaxamento da musculatura (aplicações de shiatsu, massoterapia ou acupuntura). Em seguida são realizados alongamentos passivos feitos pelo terapeuta. Por último, seguem as trações manuais, em baixa velocidade, com movimentos de extensão para alinhar a coluna vertebral.


Os resultados podem ser obtidos já na primeira sessão ou, no máximo, em quatro. As correções de desvios da coluna, como cifose, lordose e escoliose demandam um tratamento mais longo, podendo levar no mínimo um ano, com sessões semanais.


A Espondiloterapia também é de grande utilidade para atletas e esportistas. Ela pode prevenir as lesões vertebrais e aliviar dores de possíveis lesões, com toques profundos e suaves nas estruturas dos músculos, tendões e nervos.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

A massagem terapêutica e o bem-estar que gera


A massagem terapêutica, ou massoterapia, é uma técnica que visa ao restabelecimento do bem-estar por meio das mãos, que agem reenergizando músculos e ossos.

Sendo um dos mais antigos métodos de tratamento, é usada para relaxamento e prevenção de doenças. É um meio de equilibrar o corpo diante das tensões do trabalho e das pressões do dia-a-dia. Para tanto, usam-se técnicas como aplicação de pressão fixa e dinâmica, aperto e movimento de partes do corpo. O massoterapeuta utiliza as mãos e os dedos, mas também pode usar outras partes do corpo, como antebraço, cotovelos e pés.

Agindo em sistemas como esquelético, muscular, linfático, circulatório e nervoso, a massoterapia traz diversos benefíciospara a saúde física e mental, como melhoria da circulação sangüínea e linfática, redução do estresse, facilitação do relaxamento, redução da pressão sangüínea, dos batimentos cardíacos e da dor crônica, relaxamento dos músculos e melhoria dos movimentos articulatórios. Para tendinite e dores musculares em geral, não existe nada melhor, sobretudo para quem trabalha fazendo movimentos repetitivos.

Diversas pesquisas comprovaram os efeitos terapêuticos da massoterapia, que provoca a dilatação dos pequenos vasos capilares, aumentando o fluxo sangüíneo. Na musculatura contraída, a massoterapia ajuda a drenar substâncias tóxicas, relaxando os músculos e aliviando a dor. A massagem ativa a circulação linfática, melhorando o sono e estimulando os movimentos peristálticos do intestino. Enfim, a massoterapia fortalece o sistema imunológico como um todo.

Fonte: http://curapelanatureza.blogspot.com/2008/09/massagem-teraputica-e-o-bem-estar-geral.html

domingo, 24 de junho de 2012

Massagem Terapêutica e Relaxante

Massagem Terapêutica




A massagem é um conjunto de movimentos aplicados no corpo, ou seja, conjunto de atos para alivio da dor, efeitos de relaxamento, conforto, para aumentar a energia e rejuvenescimento muscular, reabilitação para melhorar a circulação da parte muscular ou de outras partes do corpo para que se obtenham outras vantagens terapêuticas. A massagem pode ser uma forma de relaxamento tanto para o terapeuta como para o paciente. Esta tem como principal objetivo suavizar e acalmar, ajudar na redução do stress e pode ajudar na taxa de recuperação do corpo contra contusões, torções e de certas doenças. A massagem pode ser estimulante ou calmante e tonificadora e pode eliminar toxinas e produtos indesejáveis do organismo e induzir uma profunda e agradável sensação de bem-estar. É pelo toque (Tacto) que a massagem desencadeia transformações físicas e emocionais que cria por vezes uma sensação de descanso, paz e realização tanto no corpo como na mente.
Uma boa massagem pode afetar em todos os níveis do ser humano. Fisicamente, os benefícios são o relaxamento e a tonificação dos músculos; o estímulo ao fluxo venoso do sangue; o aumento do nível de hemoglobina; o incentivo ao fluxo linfático; e o alongamento do tecido conjuntivo das articulações.

A nível mental, a massagem não apenas alivia o stress diário como também a ansiedade. Uma massagem cuidadosa gera sensações de bem-estar, confiança e alegria. Também pode libertar grande energia. A massagem, ao transformar hábitos crônicos de ação e reação, também efetua uma mudança profunda na postura e na expressão facial. Além do relaxamento e do apoio emocional que a massagem oferece esta é benéfica devido à sua influência sobre diversos processos orgânicos. Todas as consequências ou benefícios são considerados mecânicos, neurais, químicos e fisiológicos ou apenas mecânicos e reflexos. A massagem ajuda no alívio de tensões e dores derivadas do cansaço ou má posição, relaxa músculos tensos e doridos, facilita a circulação sanguínea promovendo uma eliminação mais rápida de toxinas, ajuda a combater a celulite, fortalece o sistema imunitário, induz uma profunda sensação de bem-estar


Fonte: http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/746499-massagem-relaxante/#ixzz1yij1M000

sábado, 23 de junho de 2012

O que é Massoterapia - Massagem Terapêutica


Massoterapia é o conjunto de toques exercidos com as mãos e outras partes do corpo ou acessoriamente com aparelhos, sobre uma ou mais partes do corpo com a finalidade terapêutica, anti-estresse, relaxamento, estética e esportiva. A massoterapia além de utilizar da manipulação manual dos tecidos moles do corpo, pode realizar movimentos nas articulações, alongamentos e aplicações de calor e frio.
Quais são as aplicações da massoterapia? A massoterapia alivia dores musculares e estimula a circulação sangüínea. Além disso, a massagem auxilia o sistema linfático, o que ajudaria a eliminar os resíduos metabólicos no corpo. A drenagem linfática utiliza a massagem para esvaziar os líquidos e resíduos metabólicos e estimular a circulação linfática. A massagem como terapia de reabilitação tem sua aplicação bastante conhecida por causa do futebol, onde quase todos os times contam com um massagista para auxiliar na recuperação muscular e ajudar na reabilitação em alguns casos de lesões. Massoterapia ainda tem aplicação na prevenção de distensões e lesões, que podem acontecer por causa excesso de tensão.
A massagem também pode melhorar o humor das pessoas,  aliviar o estresse e fazer com que os clientes sintam-se mais relaxados. Porém, você deve ter cuidado com afirmações de aplicações milagrosas da massoterapia. Apesar de promover benefícios à saúde, não há nenhum fundamento científico que sustente que a massoterapia possa curar doenças. A massagem também não aumenta diretamente a força muscular, embora seja eficiente na recuperação da fadiga após exercícios físicos vigorosos.
O tocar é definido como “ação, ou um ato de sentir alguma coisa com a mão etc.”. O termo operacional é sentir. Embora o tato não seja em si uma emoção, seus elementos sensoriais induzem alterações neuronais, glandulares, musculares e mentais que, combinadas, denominamos emoção. Disto decorre que o tato não é sentido como uma simples modalidade física, como sensação, mas também, efetivamente, como emoção.
A massagem tem aplicação estética? Observações clínicas indicam que massagem em membro imobilizado por semanas resultou em melhora na aparência e textura da pele. A estimulação do sistema linfático, pela drenagem linfática, teria aplicação no tratamento de celulite por causa da eliminação de líquidos. Clínicas de beleza, salões e spas oferecem massagem estética com aplicação de cremes e outros linimentos

sábado, 12 de maio de 2012

Massagem anti-estresse (anti stress)


O termo estresse é relativamente moderno. Ele foi mencionado pela primeira vez, pelo médico Hans Selye. Hoje, o termo é bastante difundido e faz parte do dia a dia do mundo ocidental. Em alguns casos, é até considerado uma “qualidade” e muitas pessoas se orgulham de ter vidas corridas e estressantes.
O estresse é, na verdade, uma reação de adaptação fisiológica e hormonal, ativada devido a fatores mentais e físicos. Ele pode ter várias reações, como dores, congelamento, medo ou fuga. Na verdade, o estresse é importante e existe em quase todos os mamíferos e outras espécies de vida elevada. O ser humano pode sentir estresse causado por sobrecarga assim como por pouco estímulo.
Numa situação de muito trabalho, o corpo precisa ser ativado. A hipófise libera hormônios, que por sua vez estimulam a glândula suprarrenal a produzir adrenalina, cortisol e noradrenalina. Estes três hormônios têm grandes impactos nos órgãos e tecidos humanos. O nível de insulina no sangue diminui e a pessoa tem um aumento de glicose no sangue. O estresse também diminui a atividade do sistema parassimpática e aumenta o sistema simpático. Isto leva a um ritmo cardíaco e a pressão sanguínea mais elevada. Alem do mais, o corpo tira sangue dos órgãos que não são necessários para a sobrevivência imediata, como os rins e os intestinos. Os músculos e o coração recebem mais sangue e o ritmo de respiração aumenta.
Muitas vezes, o estresse provém da nossa psique. Angústia, ansiedade e sentimentos de culpa são alguns exemplos que podem levar ao estresse. Muita gente sente estresse quando tem que falar com o chefe, fazer uma prova ou falar em público. A gente sabe que estas ações não são perigosas. Mas a nossa mente liga o sistema de estresse e nós sentimos o pulso e a respiração aumentarem. Não há riscos se isto acontece de vez em quando. Mas se o nosso corpo está ligado ao estresse 24 horas por dia durante muito tempo, podemos ter vários problemas. Algumas das consequências do estresse são: cansaço, irritação, dores na barriga, dores musculares, pressão alta, dificuldade de dormir ou problemas mais graves.




Que benefício tem a massagem para o estresse?
A massagem relaxa a musculatura e ativa o sistema parasimpático que, por sua vez, traz bem estar e relaxamento. A massagem também libera o hormônio ocitocina, que ajuda a combater o estresse. A massagem tem ainda bons efeitos no tratamento da angústia e da ansiedade e aumenta a tolerância à dor, aliviando a tensão nos músculos gerando mais flexibilidade. A pressão tende a cair com a massagem e as circulações sanguínea e linfática têm bons efeitos no sistema imunológico do corpo. A massagem também traz sensações de carinho, conforto e disposição. Mesmo assim, a massagem não deve ser usada na substituição da medicina convencional. Sempre é bom o seu médico saber que você está fazendo massagem.


http://www.clinicademassagem.net.br/massagem-anti-estresse-anti-stress

Massagem redutora, modeladora e drenagem linfática: saiba diferenciar cada uma

Conheça a massagem redutora, a modeladora e a drenagem linfática e saiba como diferenciar os diversos benefícios de cada uma


massagem
A drenagem linfática deve ser feita com movimentos delicados e rítmicos
Foto: Dreamstime
Redutora, modeladora e drenagem linfática: muita gente confunde esses três tipos de massagem justamente porque seus objetivos são parecidos - driblar a celulite e a gordura localizada. O tratamento completo tem de oito a doze sessões - já é possível notar uma melhora após a primeira. Tire suas dúvidas sobre as técnicas.

Drenagem Linfática


A técnica manual é a campeã de audiência nas clínicas de estética. Merecidamente: esse tipo de massagem, que deve ser feita com movimentos delicados e rítmicos, varre as toxinas do organismo, elimina o inchaço e colabora com a oxigenação da pele, suavizando o aspecto da celulite. A sessão dura aproximadamente uma hora.

Tem que doer para fazer efeito?

"De jeito nenhum!", garante a esteticista Cláudia Fontenele, de São Paulo. "O objetivo dela é só agilizar o fluxo da linfa, ou seja, melhorar um processo que o nosso organismo faz naturalmente", diz. "E, como a linfa trabalha de forma vagarosa, a massagem deve ser suave, relaxante até", garante.

Tudo bem se deixar hematoma?

Também não. "Isso indica que houve rompimento de algum vaso capilar, ou seja, uma pressão muito forte", fala a esteticista.

Pode ser associada a outra massagem?

Pode, mas deve ser feita sempre depois da redutora ou da modeladora.

A drenagem consegue reduzir a gordura localizada?

Sim, porque ativa o metabolismo, facilitando a eliminação da adiposidade.

Precisa usar creme?

Não necessariamente, mas o produto facilita o deslize das mãos.

Massagem modeladora


Muito confundida com a drenagem linfática, essa massagem sob medida para desenhar curvas é realizada com maior vigor e - importante - no corpo todo. A esteticista pressiona os pontos de celulite e de acúmulos de gordura e, assim, suaviza esses problemas. Cada sessão dura de 40 minutos a uma hora.

Tem que doer?

Dói um pouco, sim, mas dá para aguentar.

Tudo bem se deixar hematoma?

Ela pode até deixar, dependendo da sensibilidade de cada pessoa.

Tem que usar creme?

O uso de cosméticos específicos, com ativos que atuam na queima da gordura, pode ajudar a potencializar o resultado.

Massagem redutora


É feita com movimentos de deslizamento e amassamento profundos, seguindo um ritmo acelerado. De acordo com Cláudia Fontenele, a diferença da massagem modeladora para a redutora é que a última é aplicada somente em áreas específicas, como abdômen e culote.

O profissional também usa acessórios para potencializar a ação das manobras. Os efeitos aparecem se você fizer, no mínimo, uma sessão por semana. Dura cerca de 40 minutos.

Tem que doer?

Pode doer, sim. Tudo depende da sua sensibilidade e da experiência da esteticista.

Tudo bem se deixar hematoma?

Marcas roxas significam que algum vasinho estourou - então, não pode.

Tem que usar creme?

Os cremes redutores podem ajudar no resultado, mas os dermatologistas dizem que não há estudos científicos de peso que justifiquem o seu uso.

domingo, 22 de abril de 2012

Terapia Vertebral, corrigindo desvios e aliviando dores



A técnica pode ser aplicada mesmo em casos de osteoporose e usa, para diagnóstico, métodos da medicina tradicional, como radiografia, ressonância magnética e tomografia, auxiliares na escolha dos movimentos a serem praticados e evitados. Conhecida como Espondiloterapia, atua tanto em casos crônicos quanto reincidentes ou agudos.
A Espondiloterapia, ou Terapia Vertebral (do grego espôndilo = vértebra), tem como objetivos básicos corrigir desvios, aliviar dores e atuar reflexologicamente, tratando de problemas de outros órgãos do corpo e melhorando suas funções através dos nervos radiais e plexos que partem de cada vértebra.A técnica, assim batizada pelo professor de yoga e terapias naturais Helder Carvalho, foi desenvolvida ao longo de mais de 20 anos de prática com terapias corporais variadas, tais como massagem sueca, drenagem linfática, do-in, tui-na, shiatsu, massagem ayurvédica, yoga, RPG e mais especificamente as técnicas manipulativas: sei-tai, osteopatia, quiroprática.
O tratamento deve ser personalizado. Utilizamos manobras com movimentos lentos e de baixo impacto, que impedem agressão ao paciente, na maioria das vezes já com dores agudas e/ou crônicas. Normalmente, iniciamos com movimentos para um relaxamento muscular, aliviando tensões nos nervos ou nódulos causados por estresse - toques que ativem e tonifiquem alguns meridianos, principalmente os de eliminação, como os da bexiga.Geralmente quem nos procura, são indivíduos com lombalgias, cervicalgias e dorsalgias.
Na maioria das vezes as dores decorrem de cronicidade (ou seja, dores antigas que voltam), reincidência (problemas que foram tratados, mas retornam) e de casos agudos (dores muito fortes que impedem até os mais simples movimentos).
Esta técnica pode ser aplicada inclusive em casos de osteoporose, visto que as manobras são suaves e personalizadas.Os principais problemas que a espondiloterapia trata são cifose, escoliose e lordose, geralmente causadas por má postura; também podem ser congênitos ou hereditários. Quando os desvios são posturais os problemas podem ser estéticos, principalmente a cifose dorsal (corcunda). Conseqüências dolorosas da lordose podem decorrer de crises ciáticas, prolapsos de disco, espondilose e espondilolistese.
A escoliose geralmente decorre de grave deformidade não compensatória ou de significativo desnível de bacia pélvica ou escapular.
Algumas vezes a pessoa dorme mal, em postura inadequada, ou usa colchão e/ou travesseiros que aumentam o problema, já que se passa muitas horas deitados. Como exemplos vemos os torcicolos, dormências etc. Outras origens de dores estão na ginástica, musculação e até mesmo em serviços domésticos.
Para se tratar com a espondiloterapia iniciamos com anamnese, leitura corporal e, dependendo do caso, radiografia, ressonância magnética ou tomografia, que podem auxiliar na escolha dos movimentos a serem praticados e evitados. É necessário analisar cada caso e verificar se o espondiloterapeuta sabe e pode tratá-lo, ou se é preciso outro encaminhamento terapêutico.
Também precisamos analisar por quanto tempo será necessário o tratamento. Se preciso indicamos uma série de dez sessões.
Dependendo do caso, o tratamento exige sessões semanais e uma duração maior.

Fonte: Artigo de Silvia Regina publicado no Jornal Karmajá - Agosto/2000

sábado, 21 de abril de 2012

Massagem: Relaxamento para aliviar o estresse e dor



É realizada aplicando movimentos firmes e suaves sobre os tecidos do corpo proporcionando relaxamento muscular, melhoria da circulação sanguínea, alívio de tensões na região da coluna cervical e ombros. Existem muitas técnicas de massagem para praticamente todos os fins, como por exemplo, relaxamento, redutora, pós cirúrgica entre outras.

Após um dia estressante a musculatura fica tensa, respiração irregular, sensação de cansaço, cabeça e olhos doem. O ideal é sempre associar a massagem relaxante em conjunto com hábitos de vida saudável como a prática de atividade física ou técnica de relaxamento que auxilia na prevenção de problemas de saúde e no combate ao estresse.

Pode ser aplicada tanto em homens como mulheres nas mais diversas faixas etárias. Atualmente uma clínica estética oferece os mais variados tratamentos podemos citar como exemplo tratamentos para: reduzir medidas, gordura localizada, estrias, celulite, flacidez, diminuir sinais de envelhecimento, dentre outros.
Para a OMS, é fundamental alertar as populações sobre os benefícios dos exercícios físicos regulares.
O ideal para quem não faz atividades físicas é começar de forma gradual e freqüente, procure uma atividade que mais te agrada e aproveite todos os benefícios que ela proporciona.

Como é a massagem terapêutica?
Durante a massagem, é realizado a manipulação dos tecidos moles do corpo - os músculos, pele e tendões - usando dedos, mãos e punhos. Existem várias versões de massagem e são executadas em uma variedade de configurações.

Uma massagem pode fazer você se sentir relaxado, porém, se for realizada incorretamente, pode prejudicá-lo. A massagem pode aliviar a tensão nos músculos, e a maioria das pessoas o usam para o relaxamento, alívio de estresse e ansiedade, ou a reduzir a dor muscular.

A massagem ajuda na liberação dos analgésicos naturais, e pode contribuir para a melhora do sistema imunológico.

Quais são os benefícios:

• Eleva o nível da serotonina, fazendo com que o indivíduo sinta uma sensação de bem-estar;
• Eleva o fluxo de nutrientes, remove substâncias tóxicas das células que prejudicam o nosso corpo;
• Combate o estresse;
• Reduz a dor muscular depois do exercício físico;
• Melhora da flexibilidade e elasticidade da musculatura;
• Benefícios físicos e psicológicos;
• Melhora da auto-estima;
• Melhora da circulação sanguínea;
• Alivio imediato das dores musculares;
• Redução da ansiedade, irritabilidade;
• Reequilibra a mente e o corpo aliviando as tensões provocadas pelo dia-a-dia.

Com todos esse objetivos não perca a oportunidade de fazer uma boa massagem e sentir todos os benefícios que a prática proporciona.

Fonte: http://www.equilibriototal.com.br/massagem-alivia-o-estresse-e-dor.html

domingo, 8 de abril de 2012

Massagem é algo que se começa a aprender mas nunca se termina.
Ela avança e avança e a experiência torna-se continuamente mais profunda e mais profunda e mais alta e mais alta. 
A massagem é uma das artes subtis – ela não é somente uma questão de perícia.
Ela é mais uma questão de amor.
Aprenda a técnica – então esqueça-a . 
Então apenas sinta e mova-se pelo sentimento. 
Quando você aprende profundamente, noventa por cento do trabalho é feito por amor, dez por cento pela técnica. 
Apenas através do próprio toque, um toque amoroso, alguma coisa relaxa no corpo.
Se a ama e sente compaixão pela outra e sente o valor supremo dela; se você não a trata como se fosse um mecanismo para ser colocado em ordem, mas uma energia de tremendo valor; se você está agradecido por ela confiar em você e permitir que você brinque com a sua energia – então mais e mais você irá sentir como se estivesse tocando um piano. 
Todo corpo se torna as teclas do piano e pode sentir que uma harmonia é criada dentro do corpo. 
Não somente a pessoa será ajudada, mas você também.
A massagem é necessária no mundo porque o amor desapareceu. 
Outrora o próprio toque dos amantes era suficiente. 
Uma mãe tocando o filho, brincando com o seu corpo e isto era massagem. 
O marido brincando com o corpo da mulher e isto era massagem; isto era suficiente. 
Isto era profundo relaxamento e parte do amor. 
Mas isto desapareceu do mundo. 
Mais e mais nós esquecemos onde tocar, como tocar, quando tocar. 
Na verdade, o toque é uma das linguagens mais esquecidas. 
Nós nos tornamos quase desconfortáveis no toque, porque a própria palavra foi corrompida pelas assim-chamadas pessoas religiosas. 
Elas lhe deram uma coloração sexual. A palavra se tornou sexual. 
Agora a massagem é apenas uma cobertura, um cobertor para a sexualidade. 
Na verdade nem o toque nem a massagem são sexuais. 
Eles são funções do amor. 
Quando o amor cai de sua altura ele se torna sexo e então ele se torna feio.
Assim seja devocional. 
Quando você toca o corpo de uma pessoa seja devocional – como o próprio Deus estivesse lá e você está apenas servindo-o. 
E sempre que você vê corpo fluindo e a energia criando um novo padrão de harmonia, irá sentir um desfrute que você nunca sentiu antes. 
Você irá cair em profunda meditação.
Enquanto massageando, apenas massageie. 
Não pense em outras coisas porque elas são distrações. 
Esteja em seus dedos e em suas mãos como se todo o seu ser, toda a sua alma estivesse lá. 
Não deixe que seja apenas um toque do corpo. 
Toda a sua alma entra no corpo do outro, penetra-o, relaxa os nós mais profundos. 
E faça disto uma brincadeira.
Não o faça como um trabalho; torne-o um jogo e faça-o como uma diversão. 
Ria e deixe o outro rir também.
A massagem é entrar em sincronia com a energia do corpo de alguém e sentir onde ela está a faltar, sentir onde o corpo está fragmentado e torná-lo completo de novo… é ajudar a energia do corpo de modo a que ela não continue fragmentada e contraditória. 
Quando as energias do corpo estiverem alinhadas e se tornarem numa orquestra, então a massagem será bem sucedida. 
Assim tenha muito respeito com o corpo humano. 
Ele é o verdadeiro santuário de Deus, o templo de Deus. 
Assim com profunda reverência, prece, aprenda.
Osho em “O Livro da Cura”

domingo, 25 de março de 2012


Drenagem linfática facial ameniza linhas finas e renova a pele

Mais um tratamento pode entrar para a sua lista de cuidados. A drenagem linfática facial. A técnica de massagem é cheia de benefícios. Ajuda ativar a circulação sanguínea, promovendo o relaxamento dos músculos da face e a eliminar as toxinas (que formam as linfas), causadoras das linhas finas e marcas de expressão. Suas vantagens vão desde revitalizar a pele do rosto, amenizar olheiras e até tratar hematomas decorrentes de traumas, doenças e cirurgias.


"Muitas pessoas pensam que a drenagem está associada apenas ao corpo, para o tratamento de celulite, retenção de líquidos, gordura localizada e recuperação no pós-operatório e desconhecem as vantagens que a técnica pode fazer para o rosto", explica a dermatologista Meire Parada Brasil, do setor de cosmiatria da Unifesp.





A técnica
Todos os toques e manobras da drenagem linfática facial, assim como acontece na corporal, devem ser feitos suavemente. "Os movimentos são de deslizamento e bombeamento e têm a finalidade de desobstruir os canais linfáticos, causando sensação de bem-estar e provocando maior eliminação do líquido retido no organismo", através da urina, explica Tatiana Campos Rocha, especialista em fisioterapia dermatofuncional e drenagem linfática, do Espaço Equilíbrio, em Minas Gerais.
Segundo Tatiana, a técnica não tem contraindicação e deve seguir uma ordem específica para funcionar de forma eficiente. "O tratamento consiste em duas etapas. Primeiramente, é feita a abertura dos gânglios (no pescoço, colo e axilas) e, em seguida, a drenagem propriamente dita, direcionando a linfa, com seu conteúdo (toxinas e líquidos retidos), para serem eliminadas por esses gânglios", explica Meire.

Frequência ideal
Tatiana explica que as sessões podem ser feitas uma vez por semana, ou até mais do que isso, no caso de um tratamento para peles mais necessitadas. "A frequência ideal vai depender de cada caso, mas é importante manter a regularidade no tratamento para não prejudicar o resultado final", explica a fisioterapeuta.

Objetivos
A drenagem linfática facial tem objetivos preventivos, estéticos e terapêuticos, pois estimula o sistema de defesa, a oxigenação dos tecidos e ajuda na eliminação de líquidos que ficam retidos, tonificando a pele e retardando o envelhecimento dos tecidos. A dermatologista da Unifesp explica que seus resultados são satisfatórios, porém, não são milagrosos, "A técnica ameniza problemas de origem vascular. Apagar manchas e eliminar rugas não faz parte do tratamento", explica Meire.


Olheiras e marcas de expressão
Como atua na melhoria da circulação sanguínea, a drenagem amplia a vascularização da região onde é aplicada. O resultado é a eliminação de bolsas e marcas de expressão na região dos olhos. "Só que a técnica não tem o poder de clarear a pigmentação escura das olheiras nem manchas de nenhuma natureza", explica Meire. "Os efeitos da drenagem não são definitivos, duram por um certo tempo, que varia de pessoa a pessoa, por isso a importância da manutenção do tratamento", diz a dermatologista.

Pós-operatório
Após as primeiras sessões, é possível visualizar os resultados do tratamento, com diminuição do edema e uma melhora geral na aparência da pele. "Quando a drenagem é realizada na área da cirurgia, há a compressão do líquido retido e sua eliminação de maneira mais rápida pelo organismo, evitando o perigo de infecções", explica a médica Em relação às cicatrizes, a drenagem é eficiente logo após a lesão, pois melhora a capacidade linfática e a circulação, diminuindo o edema. "Caso seja feita muito tempo depois, as chances são menores de ficar sem nenhuma marquinha, já que a circulação ficou comprometida em função do inchaço provocado pela lesão", afirma a dermatologista.


Fonte: http://drenagemlinfatica.chakalat.net/2011/09/drenagem-linfatica-facial-ameniza.html

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Dores miofascial e o Ponto Gatilho

Quem nunca sentiu dores na região do pescoço, ombros e costas em algum momento de maior tensão ou preocupação?


ponto gatilho Dores musculares e o Ponto Gatilho – descubra a origem de suas dores.

Muitas vezes os músculos ficam duros e doloridos podendo até ser notados caroços no interior da musculatura. Geralmente após a passagem do período de maior stress, estes músculos relaxam, porém, algumas vezes estes caroços permanecem nos músculos por um tempo maior, levando a uma dor crônica localizada, com diminuição do movimento daquele músculo. Denomina-se este tipo de problema de dor miofascial, e estes nódulos nos músculos são chamados de pontos-gatilho.

Tudo começa com alguma agressão ao músculo, como um trauma, torção ou outro movimento brusco. O músculo reage com um ponto de contração intensa e localizada – o “ponto-gatilho”. Esta região começa a ficar muito dolorida e dependendo de cada músculo envolvido, existe uma irradiação da dor para outros locais do mesmo músculo; isso pode simular outros problemas de saúde, muitas vezes os mais comuns.

Por exemplo, um ponto-gatilho situado no músculo trapézio, que está na parte de trás do pescoço, produz uma dor irradiada para a cabeça, olhos e testa – o que pode ser confundido com uma enxaqueca. Outro ponto, agora no músculo piriforme, que é parte da nádega, irradia sua dor para a coxa e perna podendo simular uma ciática, e assim por diante.


Ponto Gatilho (trigger point)
Estes pontos de dor muscular caracterizam-se como sendo regiões sensíveis em bandas musculares contracturadas ou tensas, que produzem dor referida em áreas musculares distantes ou adjacentes. Esta dor pode originar-se em um único músculo, ou até em vários gerando alguns padrões de dor complexos e variáveis.

Trauma e micro trauma, infecção ou inflamação muscular devido a patologia de base, alterações posturais com discrepância de membros, esfriamento de músculos fatigados, isquémia, lesões de ligamentos e articulações, deficiência de vitaminas (C) e alguns minerais, taxa metabólica baixa, stress emocional, fadiga geral, falta de descanso etc.
Os pontos-gatilho são instalados num músculo toda vez que este for sobrecarregado e exigido além da sua capacidade de tolerância no momento. Uma vez instalado ele pode ficar em estado de latência por muito tempo, às vezes anos, até ser ativado. Para ativá-lo basta apenas que se some a ele uma situação de stress físico e/ou emocional e uma nova sobrecarga do músculo. Quando ativado ele produz um espasmo doloroso em algumas fibras do músculo. A situação se complica quando o sistema nervoso, recebendo o sinal de dor, intervém exigindo que o músculo se contraia, numa tentativa de defendê-lo. Esta nova contração sobre o espasmo doloroso produz mais dor. Fecha-se então um ciclo vicioso em que quanto mais dor for produzida pela contração, mais contração o sistema nervoso pede ao músculo. E o que começou com algumas fibras, logo envolve o músculo inteiro e até mesmo outros próximos, abrangendo toda uma região. Como exemplo disso temos então um torcicolo ou uma lombalgia.



Dor crônica ( miofascial) e Massagem

Massagem pode aliviar dor crônica.  Massagem terapêutica investigação mostra como a dor crônica pode ser aliviada.


Alívio da Dor


Na Grécia e Roma antigas, era realmente os médicos que utilizavam a massagem como um dos principais métodos para tratar a dor. Hoje, massagistas são alguns dos melhores profissionais treinados para lidar com síndromes de dor miofascial e músculo-esqueléticas. Por quê? Porque é isso que eles são treinados para fazer. Massagem terapeutas são treinados em anatomia, fisiologia e patologia, e eles passam muitas horas fisicamente palpação e manipulação de músculos e tecidos moles do corpo. Se é menor dor nas costas, artrite ou fibromialgia, massagem pode ser capaz de aliviar a dor associada.


Antes de mais nada é preciso localizar os pontos através da palpação. Então pressioná-los por mais ou menos dez segundos. Isto vai desativá-los. Pode ser bem doloroso, devendo por isso ser feito com calma e sensibilidade. Depois, deve-se alongar os músculos onde eles estavam instalados para devolver a eles sua extensão normal de alongamento.


Eventualmente, um massagista faz isso intuitivamente. É um procedimento até bem simples, mas somado a um bom conhecimento de miologia e cinesiologia pode tornar possível ao massagista atender uma grande variedade de condições dolorosas, desde que de origem muscular.

O Touch Research Institute conduziu mais de 90 estudos clínicos sobre os efeitos benéficos da massagem terapêutica em uma variedade de condições. Os seguintes são resumos de alguns dos estudos realizados sobre os efeitos da massagem terapêutica sobre a dor:


• Artrite reumatóide juvenil - Pais massageado seus filhos artríticas e descobriu que eles sentiram menos dor e pensavam menos rigidez manhã seguinte, a massagem (Field et al, 1997). 

• Labor Pain - Massagem terapêutica foi administrado a mulheres grávidas durante o trabalho e eles mostraram uma diminuição da ansiedade e da dor, assim como tinha tempo de internação hospitalar (Field et al, 1997). 

• Fibromialgia - Pacientes com fibromialgia dormido melhor e com menos dor após um mês de massagens quinzenais. (Field et al, 2002). 

• Dores nas costas - Os participantes com dor lombar foram encontrados para ter uma redução na dor e no aumento da sua mobilidade após a massagem terapêutica (Hernandez-Reif et al, 2001). 

A parte interessante sobre toda esta pesquisa é que dá um sentido renovado de esperança para quem sofre de dor crônica. Não é algo que pode ser feito para a dor. Pesquisa mostrou claramente que a massagem terapêutica é uma maneira de aliviar a dor, isoladamente ou em conjunto com outra forma de terapia, tais como o tratamento quiroprático . Como sempre há diferenças nas experiências individuais de dor, é sempre aconselhável consultar com seu médico para diagnóstico e aconselhamento de tratamento.



domingo, 19 de fevereiro de 2012

Dores Musculares



Uma distensão muscular é uma lesão dos músculos e possivelmente também dos tendões — feixes de fibras que ligam os músculos aos ossos. Não deve ser confundida com entorse, que implica estiramento ou ruptura dos ligamentos — faixas fibrosas que ligam os ossos e reforçam e estabilizam as articulações.
Distensão muscularExistem dois tipos básicos de distensão muscular: lesão aguda devido a pressão súbita e excessiva, em que as fibras musculares se rasgam, causando hemorragia, inchaço, dor e perda de força e de função, e lesão por fadiga, em que os músculos sofrem estiramento por serem submetidos a esforço crónico. Neste caso, os músculos ficam doridos, mas não sofrem ruptura e não há perda de força.
As rupturas podem ocorrer quando os músculos são sujeitos a um esforço repentino e violento quando estão frios, fatigados ou fracos por falta de uso. Os ligamentos têm tendência para esse tipo de lesões. Por exemplo, poderá verificar-se ruptura do ligamento quando uma pessoa normalmente sedentária joga uma partida violenta de ténis.
Em contraste, as lesões por fadiga resultam do facto de os músculos serem repetidamente submetidos a tensão durante um período prolongado, como é o esforço da jardinagem. Os músculos das costas e da virilha são vulgarmente afectados por este tipo de lesão, embora as pernas e ombros também sejam vulneráveis.


Diagnóstico e exames complementares

Em geral, o médico consegue diagnosticar uma distensão muscular através do exame da região, mas pode pedir uma radiografia para excluir a hipótese de fractura ou de outra lesão óssea. Em casos mais complicados, poderá pedir uma ressonância magnética a fim de pôr de parte a hipótese de ruptura de ligamento. Um outro auxiliar de diagnóstico é o electromiograma (EMG), em que são inseridos nos músculos eléctrodos em forma de agulha para medir a actividade eléctrica muscular.
Um problema muscular crónico também pode ser avaliado por um especialista de medicina desportiva ou por um fisiatra, médico especializado em reabilitação física.


Tratamentos médicos

O autotratamento é suficiente para a maior parte das distensões simples. Contudo, deve consultar-se um médico se não houver melhoras ao fim de três ou quatro dias ou logo que possível se houver edema acentuado e perda da função muscular. Em tais casos, pode ser receitado um anti-inflamatório não-esteróide, como indometacina, para reduzir a inflamação e o edema e aliviar a dor. A investigação sugere que estes medicamentos não devem ser tomados logo após a lesão; é preferível esperar pelo menos um dia para permitir que a inflamação contribua para libertar a área magoada das células lesionadas.
Um relaxante muscular pode aliviar se houver espasmos. Uma injecção de corti-sona na área lesionada também pode reduzir o edema e a inflamação.
Poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica se um tendão tiver sofrido ruptura ou arrancamento.

Medicinas alternativas

Acupunctura
Esta terapia pode reduzir as dores em caso de distensão muscular, mas é pouco provável que seja útil em caso de ruptura de músculo ou tendão. Técnica de Alexander. Esta técnica é da maior utilidade como medida preventiva. O terapeuta estuda os movimentos do corpo do doente e corrige hábitos que possam ter contribuído para a lesão.
Quiroprática
Os técnicos desta terapia tratam músculos distendidos do pescoço, costas e ombros manipulando e realinhando a coluna vertebral. Também podem usar diatermia para descontrair os músculos.
Massagens
São usadas por atletas, baiMassagem depois de uma distenção muscularlarinos e outras pessoas cuja actividade implica uso excessivo e repetitivo dos músculos. Podem ser combinadas com tratamentos pelo calor ou hidroterapia. Terapia de Rolf. Método de manipulação profunda e muitas vezes dolorosa para desfazer o excesso de tecido conjuntivo que interfere com o bom alinhamento do corpo.
Meditação e ioga
Estas e outras técnicas de reMeditação e Iogalaxamento podem ajudar a aliviar a dor muscular devido a stress. Tratamento em casa A área lesionada deve ficar imediatamente em repouso, aplicando-se sacos de gelo de meia em meia hora, durante 10 minutos, nas primeiras 24 horas. (Para obter um saco de gelo fácil de moldar sobre a região magoada, encha um saco de plástico com gelo moído, ervilhas ou milho congelados.) A compressão obtém-se envolvendo a parte lesionada com uma ligadura elástica. Dependendo do local da lesão, esta pode ser elevada por meio de uma funda, almofada ou outro suporte.
Ao fim de 24 a 36 horas, pode usar um saco de água quente sobre a parte lesionada. (Não deve fazê-lo mais cedo porque o calor aumenta o fluxo sanguíneo para a área e pode provocar hemorragias e edema.) Nesta altura, já pode tomar um anti-inflamatório que contenha aspirina ou ibuprofeno. O paracetamol reduzirá a dor, mas não a inflamação.
Cremes, linimentos e outros agentes de fricção podem aliviar a dor produzindo uma sensação de calor e dormência. Contudo, estes preparados não são tão eficazes como os anti-inflamatórios no tratamento de uma distensão muscular. Outras causas de dor muscular Entorses, tendinites, fractura da tíbia, luxações, fracturas de fadiga e outras lesões desportivas ou profissionais também produzem dor e edema.Distensão muscular