"Qualquer amor é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura."
- João Guimarães Rosa

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O Poder da Massagem

O ser humano é um ser social e precisa, entre vários fatores para se relacionar, de toque. Ao tocarmos uma pessoa transferimos e recebemos nossas energias. Quando duas pessoas, de qualquer cultura, se encontram, se tocam e esse toque vai desde um aperto de mão, um abraço, beijinhos ou simples "tapinhas" nas costas. Muita gente não sabe o valor de um bom abraço. É uma necessidade dos seres vivos. Os animais também se tocam e isso faz parte do desenvolvimento motor. Observemos os filhotes, sejam de cães, gatos e etc. Eles rolam, brincam, ensaiam defesas e aguçam instintos. As crianças também brincam, rolam e se comunicam pelos sentidos incluindo o tato, o toque. Esse é o fundamento da massagem que todos nós sentimos necessidade. Experimentos clínicos mostram a diferença de reação à doença quando enfermos são tocados pelos profissionais de saúde. Um simples gesto de acariciar a cabeça de um enfermo já é suficiente para, pelo menos, momentaneamente a pessoa se sentir confortada.

Nas culturas Orientais a massagem faz parte do cotidiano e dos tratamentos médicos sendo beneficiadas pessoas de todas as idades. Na nossa cultura infelizmente, durante muito tempo a imagem foi distorcida ficando restrita aos esportes. De uns anos para cá, principalmente quando passamos a conviver com o estresse globalizado, as pessoas estão descobrindo o valor dos diversos segmentos das massagens: sueca, shiatsu, reflexologia e etc.
O ponto de partida da massagem é a empatia do terapeuta. Deve antes de tudo ser uma pessoa pronta a ajudar o cliente transferindo confiança e energia positiva assim como deveria ser todo profissional de saúde. A massagem não terá nenhum valor se o terapeuta não se colocar no lugar do cliente. Como eu gostaria de estar recebendo essa massagem agora?
A arte de curar através das mãos não é nova. No início do século V a.C. Hipócrates, considerado pai da Medicina, em suas escritas deixou claro que o médico precisa ter muitos conhecimentos, entre eles o da massagem. Hoje a Medicina moderna trabalha com especialistas em cardiologia, ortopedia e etc. Entretanto, só não dá, de sã consciência, para negar o valor da massagem como coadjuvante no tratamento médico aliviando as tensões.

Vários povos da antiguidade, sempre de uma forma ou de outra foram adeptos à massagem especialmente os romanos. Entretanto, durante a Idade Média, depois da queda do império romano, houve uma regressão das coisas do corpo, da própria educação física em função da ascensão do cristianismo onde o culto ao corpo era um verdadeiro pecado, também chamado por alguns autores de "Idade das Trevas".
Na Renascença, a cultura pelo belo e pelo corpo voltou a explodir e com ela a massagem voltou a ter importância. No início do século XIX Per Henrik Ling (1766-1839), juntando seus conhecimentos de ginástica criou a ginástica e a massagem sueca.

No Oriente, como dito, a massagem, sempre foi valorizada e no Ocidente tal importância não era dada até que a ciência passou comprovar os seus efeitos simplesmente porque não dá para separar o corpo da mente. Além disso, a ciência corrobora a sabedoria popular, no caso, oriental.

Entre as terapias de toque, três são as mais conhecidas: a massagem propriamente dita, o shiatsu e a reflexologia. A primeira, é a mais fácil porque parte do princípio do ato amigo de afagos que fazemos com os nossos filhos ou animais de estimação demonstrando amizade. É apenas uma evolução trabalhando-se principalmente de forma consciente os grandes grupos musculares relaxando e aliviando as dores originadas no estresse do dia ou mesmo da prática esportiva. No esporte a massagem é bem mais conhecida principalmente no futebol e usada como parte do aquecimento dos jogadores e ou depois das partidas para aliviar as tensões. Podem ser usados os métodos do alisamento ou amassamento dependendo se o objetivo for o de atingir só a circulação periférica ou camadas mais profundas da musculatura.

Felizmente, outra aplicação da massagem que vem ganhando espaço é nas empresas preocupadas com a qualidade de vida dos empregados disponibilizando esse serviço durante o expediente a fim de aliviar o estresse.

http://www.copacabanarunners.net/massagem.html

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A massagem terapêutica e o bem-estar que gera

A massagem terapêutica, ou massoterapia, é uma técnica que visa ao restabelecimento do bem-estar por meio das mãos, que agem reenergizando músculos e ossos.

Sendo um dos mais antigos métodos de tratamento, é usada para relaxamento e prevenção de doenças. É um meio de equilibrar o corpo diante das tensões do trabalho e das pressões do dia-a-dia. Para tanto, usam-se técnicas como aplicação de pressão fixa e dinâmica, aperto e movimento de partes do corpo. O massoterapeuta utiliza as mãos e os dedos, mas também pode usar outras partes do corpo, como antebraço, cotovelos e pés.

Agindo em sistemas como esquelético, muscular, linfático, circulatório e nervoso, a massoterapia traz diversos benefíciospara a saúde física e mental, como melhoria da circulação sanguínea e linfática, redução do estresse, facilitação do relaxamento, redução da pressão sangüínea, dos batimentos cardíacos e da dor crônica, relaxamento dos músculos e melhoria dos movimentos articulatórios. Para tendinite e dores musculares em geral, não existe nada melhor, sobretudo para quem trabalha fazendo movimentos repetitivos.

Diversas pesquisas comprovaram os efeitos terapêuticos da massoterapia, que provoca a dilatação dos pequenos vasos capilares, aumentando o fluxo sangüíneo. Na musculatura contraída, a massoterapia ajuda a drenar substâncias tóxicas, relaxando os músculos e aliviando a dor. A massagem ativa a circulação linfática, melhorando o sono e estimulando os movimentos peristálticos do intestino. Enfim, a massoterapia fortalece o sistema imunológico como um todo.

Fonte: http://curapelanatureza.blogspot.com/2008/09/massagem-teraputica-e-o-bem-estar-geral.html