"Qualquer amor é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura."
- João Guimarães Rosa

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Acumpuntura Digital
Conheça os pontos e seus benefícios:

1. Base do polegar
Pode resolver problemas como tosse, dificuldade respiratória e também melhorar a função da  tireoide.
2. Polegar
Este ponto pode regular a depressão, a ansiedade e aliviar dores no baço e no estômago.
Além desses, também trata  dores de cabeça, problemas de pele  e estresse.
3. Dedo indicador
Pode ajudar se você estiver com problemas nos rins e na bexiga.
Se houver dificuldades em enfrentar o medo, ansiedade ou decepção, pode pressionar este ponto.
Além disso, você pode eliminar dores musculares e nas costas, azia e dor no dente.
4. Dedo do meio
Este ponto pode ajudar na regulação do fígado e da vesícula biliar.
Se você estiver se sentindo indeciso ou irritável, você pode melhorar o seu humor, pressionando este ponto.
Além disso, é muito útil para melhorar a circulação sanguínea e visão, e aliviar a enxaqueca e dor de cólicas menstruais.
5. Dedo anelar
Você pode estimular a função do seu pulmão e cólon, pressionando este ponto.
Outra benefício é que esta técnica ajuda nos ajuda a relevar ambientes negativos.
Se estiver com  problemas digestivos, tem dificuldade para respirar ou alguma doença de pele, pode pressionar este ponto.
6. Dedo mindinho
Este ponto ajuda a regular o intestino delgado e o coração.
Além disso, pode ajudar com problemas cardíacos, inchaço, dor na garganta e problemas nos ossos.
Quer mais?
Pressionar o dedo mindinho alivia  preocupação, insegurança e ansiedade.
7. Parte inferior da palma da mão
Este ponto pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue.
 
8. Centro da palma
Pressionar este ponto vai ajudar você a reduzir o estress digestivo ou dor abdominal.
9. Parte carnuda da palma
Este ponto é responsável pela função endócrina e coração.
Ele vai equilibrar os hormônios e ajudar na regulação de problemas cardíacos.
http://www.curapelanatureza.com.br/post/07/2016/pressione-estes-pontos-da-forma-certa-os-resultados-vao-impressionar-voce

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Massagem é ótima companheira da terceira idade

Pesquisas comprovam benefícios nos sintomas de doenças como osteoartrite e Alzheimer

Ana Carmen Foschini
A massagem alivia dores, melhora as articulações e é um tratamento complementar para os idosos
A população brasileira está envelhecendo. O número de idosos do Brasil dobrou nos últimos dez anos e chega a 20,5 milhões de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em 2010. Em termos mundiais, o fenômeno se repete. O Fundo de Populações da Organização das Nações Unidas (ONU) de 2012 estima que 1 em cada 9 pessoas tem mais de 60 anos. Neste cenário, as massagens podem ser boas companheiras. Pesquisas recentes demonstram que os efeitos da massoterapia incluem o alívio de sintomas da osteoartrite e do mal de Alzheimer.

Cotidiano mais simples

A massagem pode aliviar a dor, deixar as articulações mais flexíveis e melhorar a capacidade física de quem possui osteoartrite, uma doença crônica que gera a degradação das articulações. Isso facilita a realização de atividades cotidianas, segundo duas pesquisas publicadas pela Biblioteca de Medicina dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos.
A primeira pesquisa, realizada em Seattle, nos Estados Unidos, revelou que 57% dos 122 pacientescom osteoartrite procuraram massagem terapêutica nos cinco meses anteriores ao início da pesquisa. O grupo que participou de sessões de massagem alegou maior facilidade para realizar atividades cotidianas depois do início do tratamento.

Alívio dos sintomas

Outro estudo, realizado na Universidade de Medicina de Nova Jersey, analisou adultos com idades entre 55 e 75 anos com osteoartrite no joelho e reafirmou a hipótese de que massagem pode ajudar na diminuição da dor e da rigidez geradas pela osteoartrite, além de melhorar a capacidade física dos pacientes.
Para analisar os resultados do tratamento, os pesquisadores fizeram uso de um índex de osteoartrite, desenvolvido pelas Universidade de Western Ontário e McMaster, chamado Womac. O Womac é um questionário de autorrelato de 24 itens com escala que vai de 0 a 100.
Um aumento da nota indica melhora nos sintomas e limitações, já uma diminuição da nota indica piora. No grupo que participou das sessões de massagem, houve um aumento de 23 pontos na avaliação da dor, de 21 pontos na avaliação da rigidez e 20,5 na incapacidade física, o que indica um alívio significativo nos sintomas estudados.

Relaxamento

A massagem pode também reduzir comportamentos agressivos em pacientes com Alzheimer, segundodescobriram pesquisadores da Universidade de Nova Brunswick, no Canadá. Os dois estudos realizados revelaram que frequentar sessões de massagem diminui a agitação dos pacientes que apresentam demência em estágios leve e médio. Os benefícios trazidos pelo tratamento foram notados durante as sessões e até uma hora depois delas.
O mal de Alzheimer é caracterizado pela degeneração do sistema neurológico, que reduz as capacidades de trabalho e relação social, interferindo no comportamento e na personalidade de quem o possui. O paciente perde sua capacidade de memória de curto prazo. Ao longo do tempo, a doença se agrava e ele esquece também os acontecimentos antigos e para de reconhecer até mesmo os familiares.

Diferentes pacientes, diferentes resultados

A eficiência de qualquer tipo de tratamento nunca pode ser completamente afirmada. Cada tratamento apresenta diferentes resultados em diferentes pacientes. Cada organismo funciona de uma forma e tem uma necessidade. As pesquisas, além da grande relevância médica, têm o mérito de apontar benefícios de outros métodos além dos tradicionais.

http://www.namu.com.br/materias/massagem-e-otima-companheira-da-terceira-idade

terça-feira, 5 de abril de 2016

INCRÍVEL: AS LINHAS E RUGAS DO SEU ROSTO REVELAM DOENÇAS E OUTROS PROBLEMAS DO SEU CORP

  Rugas, linhas de expressão e manchas no rosto são normais, principalmente com o passar do tempo.
No entanto, nem sempre essas marcas são apenas indícios de velhice.
 
Se você não sabe, as simples rugas podem dizer muito sobre nosso corpo.
Há uma espécie de mapa facial que explica como está a nossa saúde através das marcas de expressão e manchas.
Essa técnica é natural e bastante antiga.
Experimente! 
1. Linhas horizontais da testa
Chamamos de "linhas de preocupação" e isso não é à toa.
O estresse e a tensão provocam esse tipo de marca, mas nada que umas boas férias e técnicas de relaxamento não resolvam ou amenizem.
 
Além disso, estas linhas estão conectadas com o nosso estômago, o que é algo fabuloso - isso significa que se estivermos consumindo muito açúcar e gordura, além de beber pouca água, elas aparecerão.
Basta beber mais água e ter uma dieta mais saudável.
2. Linha vertical na sobrancelha direita
Este é um sinal perigoso, significa que provavelmente você está com problema no fígado.
 
Para resolver a situação, você só precisa comer mais legumes verdes, frutas doces e cereais integrais, pois eles promovem saúde ao fígado.
Evite o consumo de café, alimentos picantes e excesso de sal, pois prejudicam ainda mais a situação.
3. Linhas vertical sobrancelha esquerda
O que isso quer dizer?
Que seu baço não está saudável, indicando fraqueza ou algum outro problema.
Alguns alimentos ajudam a estimular o funcionamento do baço, como frutas doces ou secas - o mesmo acontece com o pâncreas.
4. Linha no início do nariz
Algumas pessoas têm uma linha de ruga bem no início do nariz, na altura das pálpebras.
O que isso significa?
Que elas são propensas a alergias.
Por incrível que pareça, esta marca também pode estar ligada à libido.
Ou seja, se a linha surgir, é sinal de que você precisa ter mais relação sexual.
5. Pés-de-galinha
Eles são supercomuns.
Trata-se das pequenas linhas que ficam ao lados dos olhos.
Os pés-de-galinha podem representar duas coisas: sinal de muito riso, o que é ótimo; dificuldade para enxergar, já que acabamos apertando os olhos para ver melhor.
Além desses, os pequenos traços estão diretamente ligados ao estômago, rim e fígado.
Confira se seus órgãos estão saudáveis e garanta exercícios regulares e boa alimentação.
6. Circulo (meia lua) abaixo dos olhos
Quem nunca se acordou e viu uma espécie de bolsa bem abaixo dos olhos?
Essas olheiras podem ser sinal de uma noite mal dormida, mas também têm muito a ver com os rins.
Rins fracos são combatidos com frutas, verduras e muito líquido natural e com capacidade de hidratar o corpo.
Não pense que para por aqui.
Este problema também tem a ver com a má circulação, então faça ioga e massagens terapêuticas.
7. Maçã do rosto
Se aparecerem manchas ou descoloração nas bochechas, pode ser sinal de problemas digestivos.
Melhore sua alimentação, se for o caso.
Se a mancha for vermelha, então pode ser sinal de problemas pulmonares.
O pulmão é um órgão vital, então todo cuidado é pouco.
Pratique exercícios de respiração e fique longe de fumos e outras substâncias tóxicas.
8. Ponta do nariz
Ter a ponta do nariz avermelhada é comum, mas pode ser um problema diretamente ligado ao coração e sistema circulatório.
Procure um médico para monitorar o problema, mas também evite alimentos industrializados, álcool e café.
 
Alimentos como abacate, que são ricos em ácidos graxos essenciais, são ótimos.
10. Linha vertical (entre o nariz e a boca)
Pode ser problemas no cólon.
Consuma fibras, vitamina D, faça exercícios e beba bastante água - essas coisas ajudarão o cólon a liberar toxinas.
10. Linha vertical (entre a boca e o queixo)
Este pode ser sinal de muito riso, mas também pode indicar pâncreas fraco.
Para resolver, invista em alimentos, como: amora, cereja, uva, alho e espinafre.
11. Linha no lábio superior
Geralmente ocorre com fumantes, mas também está ligada ao baço.
 
Para fortalecer o órgão, além dos alimentos já citados, consuma vegetais de raiz, como abóbora, nabos e cenouras.
Pequenas refeições (em vez de grandes) regularmente também ajudam.
12. Linha em lábio inferior
Má circulação e problemas no cólon são as duas possíveis causas da marca.
A primeira pode ser resolvida com atividade física e ioga.
Enquanto a segunda, com alimentos ricos em fibras, como já foi dito anteriormente.
13. Linhas no pescoço
Estas linhas dão impressão de que temos mais de um queixo e são horríveis.
Geralmente são excesso de peso e também estão ligadas às glândulas tireoide.
Se este for o seu caso, consuma mais zinco e corte o glúten da sua dieta, ou seja, nada de pizza, pão e outras massas.
14. Anel em torno da íris
Além da pele, é bom monitorar os olhos.
Se houver um anel em torno da íris é sinal de que você está com colesterol alto.
 
O que isso significa?
Que você corre risco de ter ataque cardíaco ou outras doenças no coração.
Coma mais vegetais, soja e nozes, deixando de consumir gorduras trans.
15. Linhas acima da sobrancelha
Se você tem veias proeminentes na região temporal, este pode ser um sinal de que você tem pressão arterial elevada.
Reduzir o estresse já é um grande passo para diminuir a pressão.
Caminhe e pratique ioga.
Quando o assunto for dieta, aposte em frutas e verduras, eliminando o excesso de sal.
16. Linha acima do queixo
Fica logo abaixo do lábio inferior.
Pode ser o sinal de rancor, junção de sentimentos negativos.
Não há uma fórmula para resolver o problema, tudo só vai depender de você.
Perdoe, tenha fé e entregue a Deus toda a ansiedade e traumas.
Isso faz bem à saúde.

sábado, 5 de março de 2016

Pesquisa da USP cria técnica que reduz enxaqueca com massagem

Fisioterapia na região do pescoço ajuda a amenizar sintomas da doença.
Foco são mulheres com restrições a remédios, como gestantes.



 Um grupo de pesquisadores da USP de Ribeirão Preto (SP) tem obtido evidências positivas com uma nova técnica que promete amenizar as dores da cefaleia, ou enxaqueca, por meio de massagens em pontos estratégicos do corpo. O foco do estudo são mulheres com restrições para tomar remédios, como gestantes.

Trabalhos de respiração e de circulação sanguínea na região do pescoço já se mostram eficientes na redução de sintomas como náuseas e rigidez muscular, segundo a coordenadora do projeto, Débora Bevilaqua Grossi, que dirige os testes a voluntárias de 18 a 55 anos dentro do Centro de Reabilitação do Hospital das Clínicas (CER-HC).
Alguns medicamentos são ministrados, de acordo com a pesquisadora, como forma de ajudar as respostas do organismo. "As pacientes precisam tomar remédio, porque o tratamento multidisciplinar é mais efetivo do que uma abordagem única", afirmou Débora, ressaltando que o estudo ainda não foi concluído.   
Depois de serem avaliadas, as pacientes são submetidas a um tratamento com duração de oito semanas, processo em que a pessoa vai aliviar as tensões musculares principalmente em volta do pescoço. "A fisioterapia não vai curar a enxaqueca, mas quer diminuir as sensações dolorosas que podem aumentar a dor de cabeça que elas sentem", disse Débora.
Cada sessão dura em média 40 minutos e é prescrevida duas vezes por semana. O trabalho inclui 15 minutos de respiração, cinco minutos de liberação mio facial – uma massagem suave sobre a pele -, seguida de dez minutos da chamada "massagem clássica", na região cervical e no músculo temporal – na lateral dos olhos.
Outros cinco minutos são dedicados à técnica denominada "digito compressão", em que a fisioterapeuta pressiona o dedo sobre o ponto que mais concentra dor até que a paciente se sinta aliviada. Por fim, a pessoa em tratamento é convidada a fazer alongamento.
Abandono dos remédiosA fisioterapeuta Maria Cláudia Gonçalves, que executa a massagem em caráter experimental, observa nas pacientes os primeiros resultados positivos a partir da segunda semana de tratamento.
Respostas do organismo que gradativamente evoluem de modo que quem sofra de cefaleia chegue a dispensar a ingestão de remédios que tomaria normalmente se não estivesse fazendo a terapia.
Além disso, as ocorrências de enxaqueca têm diminuído de três para um dia por semana, segundo Maria Cláudia. "O tratamento reduziu a frequência, a intensidade e a duração da dor", disse Maria Cláudia.

Mulheres são submetidas a massagens na região do pescoço e cabeça, além de técnicas de respiração. (Foto: Rodolfo Tiengo/ G1)



sexta-feira, 4 de março de 2016

Massagem alivia dores no pescoço

Massagem alivia dores no pescoço

Massagem alivia dores no pescoço


Não há nada mais incômodo do que acordar pela manhã com dores no pescoço, talvez provenientes de uma noite mal dormida ou do acúmulo de estresse. Segundo especialistas, os músculos da região cervical são responsáveis por sustentar a cabeça.
 
Além disso, eles auxiliam na movimentação dos ombros e braços e, ainda, servem como músculos acessórios na respiração. Então, os acúmulos de funções somados ao estresse e tensão fazem com que esses músculos entrem em um estado de sobrecarga e fadiga excessivos.
 
Desta forma, as consequências do quadro podem ser uma sensação aumentada de peso nos ombros, além da dificuldade em movimentar o pescoço. Casos mais extremos ocasionam dor. Saiba mais!


O que pode provocar essa tensão na região do pescoço
Ainda, na opinião de profissionais, quando nos encontramos em situações de medo, tensão e estresse excessivo os músculos da região posterior do corpo, responsáveis por manter a postura ereta, entram em um estado de tensão aumentada.

Essa contração é considerada involuntária e ocorre como sendo uma resposta a esses estímulos externos, formando nódulos doloridos conhecidos como pontos gatilhos ou pontos de tensão.
 
Assim, a presença desses nódulos forma um ciclo de contração muscular que se mantém por muito tempo, gerando dor na região principalmente do pescoço. Para minimizar esse desconforto, pequenos vícios e alterações posturais são adotados.

Entretanto, o efeito pode ser contrário. Ou seja, eles acabam contribuindo para a manutenção do quadro doloroso e quando isso acontece o termo utilizado é cervicalgia tensional.

Além disso, os especialistas explicam que outra situação que pode causar dor e tensão na região são as chamadas cervicalgias mecânicas, algumas delas causadas por lesões e traumas nos discos intervertebrais presentes na coluna cervical.
 
Essas lesões são identificadas de acordo com a severidade de cada uma delas: abaulamento discal, protusão de disco e hérnia de disco ou hérnia discal. Sendo que tanto os sinais quanto os sintomas são semelhantes. Dores na região cervical associada com nódulos de tensão na região dos ombros e dores irradiadas nos braços.

Como lidar com as dores

Para evitar futuras dores ou complicações o indicado é atentar-se sempre à postura. Para isso, evitar sentar-se de forma errada é o primeiro passo, além de longos períodos na mesma posição.
 
Cuidado também com a forma com qual se levanta ou carrega um objeto pesado. Os especialistas explicam ainda que um quadro de estresse e tensão nos faz alimentar-se mal, sem contar que prejudica nosso sono, mantendo uma postura irregular na hora de dormir.
 
Então, prefira deitar-se de lado com um travesseiro entre as pernas e outro na região do pescoço. Este precisa ter a altura adequada. Assim, evita-se que o pescoço sofra inclinações cima ou para baixo.
 
Já quando apresentamos histórico de traumas ou lesões na região, para profissionais torna-se evidente que a pessoa está sofrendo de estresse e tensão muscular. Neste caso, exercícios de alongamentos ou massagens podem amenizar o quadro.

Como fazer alongamento

Comece rodando a cabeça para o lado direito. Em seguida, incline-a levemente para frente. Com a mão direita, faça uma leve pressão para alongar os músculos que ficam à esquerda do pescoço. O indicado é alongar-se de três a quatro vezes por dia, três séries de 30 segundos para cada lado.
 
Agora, coloque as mãos na parte de trás da cabeça e a incline levemente para frente. Faça uma leve pressão para alongar os músculos desta região. O exercício pode ser realizado de três a quatro vezes por dia, com três séries de 30 segundos cada.

Como fazer a automassagem

- procure localizar o ponto exato em que está sentindo dor e, com a ajuda da polpa dos dedos, realize pequenas pressões na região. Faça também movimentos circulares no para minimizar a tensão;

- durante o banho, deixe a água morna cair sobre a região por alguns segundos. Em seguida, aplique a automassagem. De acordo com especialistas, o procedimento pode ser feito de três a quatro vezes por dia durante um minuto em cada região afetada.

Atenção: os procedimentos citados são indicados penas para quem sofre com dores desencadeadas por tensões ou estresse. Quadros de lesões na coluna como hérnias de disco, protusões discais e traumas precisam ser avaliados por profissionais. Somente um médico pode detectar o problema e indicar o melhor tratamento.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

DOR NA PLANTA DO PÉ? ALONGUE-SE E LIVRE-SE DELA!

Carolina Nobrega

Carolina Nobrega

Quando você acorda sente aquela dorzinha na sola do pé? Depois, ao longo do dia, essa dor vai passando ou diminuindo? Pode ser ‘facite plantar’, uma lesão que provoca dor no arco do pé e também frustração, porque a recuperação é lenta, e o problema quase sempre volta.

VAMOS AO “BLÁ BLÁ BLÁ” CLÍNICO

As causas mais comuns da facite plantar são o esforço repetitivo e o excesso de ‘pronação’ (quando o pé fica voltado para dentro, diminuindo o arco), que sobrecarrega e inflama a ‘fáscia plantar’ (estrutura que recobre os músculos da sola do pé). Uma das funções mais importantes da fáscia nos movimentos é auxiliar na sustentação do ‘arco medial’ do pé (elevação que existe na parte interna) e na absorção do impacto do corpo no solo.
anatofacia_SOS_solteiros_studioFlex


SE VOCÊ SOFRE COM ESSE PROBLEMA

Aqui vão algumas sugestões ‘caseiras’ para ajudar a minimizar ou até eliminar a dor. Em primeiro lugar, alongar sempre o pé é a forma mais eficiente para se livrar da facite plantar. Mas lembre-se: é importante procurar ajuda médica especializada para diagnostico correto e tratamento adequado.

BOLINHA DE TÊNIS

pressaobolade tenis_SOS_solteiro_studioflex
Essa dica é muito boa, pois podemos usar bolinhas velhas, que não servem mais para a prática de tênis, então o custo pode ser zero.
– De pé, coloque a bolinha de tênis em um ponto da sola e descarregue seu peso em cima dela, como se fosse dar um passo à frente.
– Quanto mais inflamado estiver, mais doloroso será. Mas aguente firme porque a dor aguda passará em algumas sessões!
– Procure manter-se na posição por 15 a 30 segundos, fazer de 3 a 4 vezes por dia.

ROLINHO MASSAGEADOR

É possível obter os mesmos resultados usando rolinhos específicos (conforme a figura abaixo), que podem ser encontrados em grandes farmácias.
rolofacite_SOS_solteiros_studioflex1

GARRAFA DE ÁGUA

Outra maneira é congelar água em uma garrafinha e fazer os mesmos movimentos, ótimo para quem corre
garrafa
(Via Runner)

2 EM 1

Aproveite o momento, chame aquela paquera e faça o combo massagem a dois e fisioterapia, com uma sessão de Reflexologia! Veja abaixo o mapa de onde estão localizados os principais pontos de referência de vários órgãos na planta do pé.
reflexologia

POSIÇÃO DA CONCHA

(Essa é infalível!)
image-6
(StudioFlex Brasília/DF)
– Sente-se em cima dos calcanhares e projete o peso do corpo sobre os pés.
– Deixe a pontinhas dos pés apoiadas no chão.
– Sinta o alongamento da planta do pé.
– Mantenha a postura até que o pé pare de doer ou por pelo menos 1 minuto.

OUTROS MOVIMENTOS

Outras ações também colaboram para a melhora no quadro de dor. Alongar a musculatura posterior da perna (panturrilha e posterior da coxa) pode ser uma excelente ideia! Veja nas imagens a seguir algumas sugestões de como fazer isso usando objetos do dia a dia:
dor_no_arco_SOS_solteiro_studioflex
Espero que essas dicas possam te ajudar!
Tem mais sugestões, duvidas? Aproveite o espaço para comentar.

Apoio
LOGO STUDIOFLEX